17 de maio de 2016

Ecó


O ecó, tipo de preparado feito em alguidar ou recipientes de louça, serve pra atrair as energias negativas, feitiçarias, eguns e outros malefícios existentes contra o terreiro ou às pessoas ligadas à ele. Funciona como um ímã que atrai para si mesmo e como um defensor da casa religiosa e das pessoas que o frequentam.
Os principais ecós oferecidos aos Orixás são:
* Bará Lodê: Água, dendê, farinha de mandioca
* Bará Lanã, Adague e Agelú: Água e dendê
* Ogum Avagã: Água, vinho e açúcar
* Ogum Onira, Olobedé e Adiolá: Água, vinagre e açúcar
 * Iansã: Água, mel, perfume e flor vermelha
* Xangô: Banana amassada com mel, água, farinha de mandioca,dendê
* Oxum: Água, mel, perfume e flor amarela
* Iemanjá: Água, mel, perfume e flor azul
* Oxalá: Água, mel e flor branca
Durante o batuque, antes das rezas de Xapanã é feita a "saída do ecó" que nada mais é que o despacho dos ecós de Bará, Ogum, Oxum, Iemanjá e Oxalá. A saída do ecó simboliza a saída de toda negatividade que existe no ambiente e nas pessoas presentes. Enquanto sai os ecós, os alabês continuam puxando rezas, só que agora somente as de Bará. Não há movimento na roda e as pessoas evitam olhar para o que está acontecendo, sempre virando para a parede pois acredita-se que quem olhar para a saída do ecó atrai para si toda negatividade ali contida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário