20 de fevereiro de 2014

Pantera Negra

Conta uma lenda que Pantera Negra veio da África, da região do antigo Dahomé, onde era celebrado como protetor da Casa Real. O primeiro nobre desta linhagem, contam os mais velhos, foi um homem-fera, pois tinha pai pantera e mãe humana. É uma entidade muito temida, pois é profundamente justo e não perdoa os fracos de caráter. Poucos médiuns conseguem suportar a incorporação dele ou de outros espíritos da família das panteras. É necessária muita preparação, firmeza de pensamento e moralidade. Seu Pantera é celebrado por uns como Caboclo e por outros como Exu. Contam os mais velhos que Pantera Negra era chefe de uma Linha de Caboclos que atuam na Esquerda. Estes caboclos seriam espíritos oriundos de tribos brasileiras muito isoladas e desconhecidas, ou de tribos das ilhas do Caribe, Venezuela, México e mesmo dos Estados Unidos. Índios fortíssimos, arredios e alguns até brutos. Em algumas terreiras, Pantera Negra se manifesta com o nome de Pantera Negro Africano. A maneira de atuar destes entes é muito parecida com a dos Exus, sendo confundidos com frequência. Alguns adeptos e médiuns que trabalham com estas entidades, acreditam que é o mesmo Pantera. Há quem diga que Seu Pantera atua na linha de Caboclo e de Exu. mesmo mas atua como Caboclo na linha dita branca e como Exu na linha de Exu. O médium que recebe ele como caboclo, dificilmente o recebe como Exu pois são energias distintas, como Caboclo apresenta energia mais sutil e Exu mais densa, porém ambas são muito poderosas. Caboclo ou Exu, Pantera ou Onça, brasileiro ou estrangeiro, ele é mais um mistério da nossa Umbanda.


Procure por todas bandas
Por todas vais encontrar
Seu nome é Pantera Negra
Vai chegar pra trabalhar

Já bateu a meia noite
Vou fazer minha oração
Vai chegar Pantera Negra
Com toda sua legião