13 de fevereiro de 2014

Numa de suas inúmeras caçadas, sem que tivesse consultado Ifá, Oxóssi encontrou uma cobra no mato: Oxumaré. Ela lhe diz que não pode ser morta por ele, pois não é um bicho de penas, ele pouco se importou com o aviso, e mata-a com a lança, cortando-a em diversos pedaços e levando para casa para ele mesmo preparar um assado, com o qual se refastelou. No dia seguinte, Oxum, sua esposa, prevendo muitas catástrofes, por causa da quebra de tantos tabus, encontra Oxóssi, deitado no chão morto e rastros de cobra que iam em direção a floresta. Oxum chorou tanto e tão alto que Ifá, condoído pela sua dor, fez Odé, o caçador, renascer sob a forma divina de Oxóssi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário