25 de junho de 2013

Rezas Mp3

Bará
Ogum
Iansã
Xangô
Odé e Otim
Ossanhe
Obá
Xapanã
Ibejis
Oxum
Iemanjá
Oxalá
Axé dos Presentes

Vídeos

Arquétipo dos filhos de Bará
Arquétipo dos filhos de Iemanjá
Arquétipo dos filhos de Ogum
Arquétipo dos filhos de Oxalá
Arquétipo dos filhos de Oxóssi
Arquétipo dos filhos de Oxum
Bosque Sagrado de Osun Osogbo
Candomblé
Canto das Três Raças - Clara Nunes
Filme Besouro
Filme Ganga Zumba
Filme Jardim das Folhas Sagradas
Trailer filme Amistad
Gueledé
História da Umbanda
Historia das Religiões Africanas
Hino da Umbanda
Iansã
Iansã cadê Ogum - Clara Nunes
Iansã e a origem do acarajé
Iemanjá
Iyá Mi Oxorongá
Jurema Catimbó
Lenda das Sereias
Lenda de Obá
Lenda de Obá
Lenda de Ogum
Lenda de Ossanhe
Lenda de Oxalá
- Lenda de Oxóssi
Lenda de Xapanã
Logunedé
Mãe Menininha
- Mãe Menininha
Mensageiro entre dois mundos - Pierre Verger
Nanã
O poder do machado de Xangô - Parte 1
O poder do machado de Xangô - Parte 2
O poder do machado de Xangô - Parte 3
O poder do machado de Xangô - Parte 4
O poder do machado de Xangô - Final
O sopro sagrado de Olorum
Ogum no Candomblé
Ogum - Zeca Pagodinho
Os Orixás - Monobloco
Oxalá criou a terra
Oxum
Oxumaré
Pai Nosso Umbandista
Pierre Verger
Tenho fé no meu Orixá - Samba de Rainha
Tributo aos Orixás - Clara Nunes
Xangô

Livros


Livro Pierre VergerLendas Africanas dos Orixás
Pierre Verger

Coletânea de 24 lendas recolhidas pelo autor a partir das narrativas dos adivinhos babalaôs, nos seus 17 anos de pesquisas entre os iorubás da Nigéria e do Benin. Estas lendas constituem a base da cultura iorubá, e narram, tal como são contadas na África, a fascinante transformação de homens em Orixás.

Download:
________________________________________________________

Livro Robson Pinheiro Aruanda
Robson Pinheiro

Da colônia espiritual que habita, o autor parte numa caravana em direção à Crosta. Na companhia de Pretos-Velhos, Caboclos e Guardiões, explora os assuntos controvertidos, geralmente envoltos em tabus e preconceitos, tais como a magia negra, suas ações, suas consequências e muito mais.


Download:
Aruanda
________________________________________________________

Pierre Verger livroOrixás
Pierre Verger

O livro é fruto das constantes viagens de Pierre Verger à África entre os anos de 1948 e 1965 e apresenta textos e ilustrações que comentam e mostram aspectos do culto aos Orixás, deuses dos iorubás, em seus lugares de origem, na África e no Novo Mundo, para onde foram levados, durante cento e cinquenta anos como escravos.

Download:
Orixás

________________________________________________________

Ewé
Pierre Verger

Nesse livro são apresentados os segredos da medicina iorubá em receitas para usos os mais diversos das plantas. O autor oferece ainda preciosas informações de referência, como glossários com sua nomenclatura em iorubá além da classificação científica, e comenta a relação entre os nomes dados às plantas e a ação delas esperada. 

Download:
Ewé o uso das plantas na sociedade Iorubá

________________________________________________________

Robson Pinheiro livroTambores de Angola
Robson Pinheiro

Em busca da cura, Erasmino visita uma tenda de Umbanda, onde o medo e o preconceito o paralisam. Ao entender que Umbanda é lei de caridade, aprende a respeitar Pretos-Velhos e Caboclos. Porém, é no trabalho espírita que se restabelece, pois nunca apreciou defumações, velas e congás. 


Download:
Tambores de Angola

_________________________________________________________


Umbanda a proto-síntese cósmica
Rivas Neto

Uma obra de referência para quem deseja conhecer os aspectos ritualísticos ou doutrinários da Umbanda. Essa obra foi responsável por grandes mudanças no panorama do Movimento Umbandista, mostrando uma organização estrutural, filosófica e doutrinária até então
inexistentes.


Download:

________________________________________________________

O Guardião da Meia Noite
Rubens Saraceni

Os conceitos espirituais de luz e sombra são apresentados com exatidão neste livro  inspirado por pai Benedito de Aruanda. Um nobre rico e poderoso paga por seus atos de extrema crueldade. Seu corpo na morte se converte em sua prisão, julgado pelos vivos e condenado pelos mortos, porém das trevas nasce a luz, um homem por sua alma perdida nas transgressões à lei divina.

Download:
________________________________________________________
                                          
Cânticos dos Orixás na África
Sikiru Salami

Preservando o Segredo religioso, ao escrever esse livro o jovem autor leva adiante a ideia de não deixar morrer a tradição de seu povo traduzindo os orins e orikis dos Orixás. Esta obra apresenta parte de um longo trabalho de pesquisa realizada desde 1985 na África junto a Babalorixás e Ialorixás cujas vidas são inteiramente dedicadas aos serviços sagrados. 


Download: 

_________________________________________________________
                                           
 O Cavaleiro da Estrela Guia
Rubens Saraceni

Romance mediúnico Umbandista, que conta a saga de Simas de Amoeda, que após sofrer uma terrível decepção, saiu pelo mundo vindo aportar no Brasil, onde viveu com negros e índios, aprendendo sobre Orixás e o poder das ervas. Sua missão: proteger índios e negros da ganância dos portugueses. Em suas andanças, foi agraciado por Iemanjá com uma poderosa e mágica estrela do mar.

Download:
_________________________________________________________

Corpo Fechado
Robson Pinheiro

Diante de tantas indagações, crenças e superstições, Pai João vai devassando o universo interior dos filhos que o procuram em sua tenda, apresentando casos que revelam incoerências na busca por proteção espiritual. Entre Candomblés, Umbandas e espíritos, os ensinamentos da Aruanda, que transcendem religiões, barreiras e preconceitos.


Download:
Corpo Fechado

________________________________________________________
Coletânea Umbanda – A Manifestação do Espírito para a Caridade

Pela extensão de conteúdo que uma obra completa exigiria, seu autor resolveu dividi-la em vários livros, cada um estudando vários aspectos da doutrina umbandista, para que todos pudessem, passo a passo, vislumbrar nossa maravilhosa religião. No 1º e 2º livros estão somente o estudo histórico da Umbanda, inalterados junto com alguns documentos e reportagens históricos, para complementação de estudo. Pelos livros serem progressivos, facilitará o estudo da Umbanda nas Sessões de Educação Mediúnica e Doutrinária; assim, quando os médiuns terminarem a leitura, com certeza estarão escudados nos conhecimentos gerais necessários ao seu desenvolvimento como médium umbandista. Esta obra também servirá para todos aqueles, simpatizantes, estudantes, sociólogos, antropólogos religiosos e curiosos, que querem saber o que é a Umbanda.

Download:

Músicas

Canto das Três Raças - Clara Nunes
Canto de Xangô - Baden Powell e Vinicius de Moraes
Canto para Oxalá - Rita Ribeiro
Casa de Guerreiro
Ciganos na Umbanda
Conto de areia - Clara Nunes
Deuses afro baianos - Banda Reflexus
É D'Oxum
Festa do Exu Tiriri
Hino da Umbanda
Iansã - Maria Betânia
Iansã cadê Ogum - Clara Nunes
Lenda das sereias - Marisa Monte
Mariene de Castro - Ponto de Nanã
Ogum - Zeca Pagodinho
Os Orixás - Monobloco
Outra Ceia - Grupo Pura Tentação
Se a Minha Mãe é Oxum
Tenho fé no Meu Orixá - Samba de Rainha
Tributo aos Orixás - Clara Nunes

Artigos

A lei que nos defende
Axé dos presentes
Batuque
Dicionário da Umbanda
Dicionário Yorubá
Estatuto Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade
Umbanda
Bará
Ogum
Iansã
Xangô
Odé e Otim
Ossanhe
Obá
Xapanã
Iemanjá
Ibejis
Oxum
Oxalá
Pontos de Caboclo
Pontos de Cosme
Pontos de Preto Velho
Pontos de Exu
Reza Orixá Bará
Reza Orixá Ogum
Reza Orixá Iansã
Reza Orixá Xangô
Reza Orixás Odé e Otim
Reza Orixá Ossanhe
Reza Orixá Obá
Reza Orixás Ibejis
Reza Orixá Iemanjá
Reza Orixá Oxalá

3 de junho de 2013

Lenda de Ossanhe


Pontos riscados

Ponto riscado é uma série de símbolos que a entidade "desenha" ou, como falamos, "risca". Estes símbolos representam o nome da entidade, a linha que a rege e o Orixá que a comanda. Porém às vezes vemos que entidades riscam diversos pontos, sendo importante lembrar que o ponto não serve apenas para identificação. O ponto riscado é um texto, onde nele a entidade pode estar firmando a cura de um consulente, para abrir os caminhos desse filho, para protegê-lo ou até para fortalecê-lo. O ponto riscado possui grande significado e valor mágico no culto de Umbanda. Através do ponto riscado, os guias contam também toda sua história, sua origem e passagem do mundo material e astral. Uma das grandes provas de incorporação na Umbanda é o ponto riscado, pois se acredita que se uma entidade não estiver realmente bem incorporada ela não saberá riscar o ponto que a identificará das demais. 

Alguns significados dos símbolos:

* Espada: Símbolo de Ogum
* Flecha: Símbolo de Oxóssi
* Machado: Símbolo de Xangô
* Cruz: Símbolo de Obaluayê ou das Santas Almas
* Ondas: Símbolo de Iemanjá ou da força do pensamento
* Ponto: Representa "tudo", ou seja, Oxalá
* Raio: Símbolo de Iansã
* Cajado: Símbolo do povo do oriente
* Tridente reto: Símbolo de exu das almas

* Tridente Circular: Símbolo de exu da encruzilhada
* Estrela de seis pontas: O perfeito equilíbrio
* Sol: A luz da manhã 
* Lua: A Noite,o entardecer ou a morte
* Conchas do mar: Símbolo das crianças
* Pequenos traços de água: Símbolo de Oxum
* Traço ou linha curva com círculo nas pontas: Símbolo de força, amarração e descarrego
* Rosa dos ventos: Chamamento de força ou descarrego
* Palmeiras ou coqueiros: Força dos velhos
* Traço com três semicírculos nas pontas: Descarrego e força 
* Três estrelas: Também representam os velhos e as almas
* Círculo: O universo, a perfeição
* Um círculo com dois diâmetros entre si: O plano divino
* Círculos menores e semicírculos: As fases da lua 
* Seta reta ou curva e bodoque: Irradiação de Oxóssi
* Uma linha reta: O mundo material
* Duas linhas retas: O princípio, o masculino e o feminino
* Uma linha curva: A polaridade
* Dois traços curvos: As duas polaridades, a positiva e a negativa 
* Um quadrado:Os quatro elementos: água, terra, fogo e ar
* Balança, machado ou nuvem: Símbolos de Xangô 
* Flor ou coração: Símbolos de Oxum
* Traços pequenos na vertical (chuva): Símbolo de Nanã
* Folhas ou plantas: Símbolos de Ossanhe
* Arco-íris: Símbolo de Oxumaré
* Estrela: Luz dos espíritos
* Estrela guia (com cauda): Símbolo da capacidade de acompanhamento 

Abaixo alguns exemplos de pontos riscados, lembrando sempre que cada entidade possui sua assinatura espiritual particular e única que o identifica; sendo assim cada ponto riscado é único e jamais um será igual ao outro.

Cabocla Jupiara

Cabocla Jurema

Caboclo Guiné

Cosme

Exu Tiriri

Exu Veludo

Maria Padilha 
Ogum

Pai José de Aruanda

Vovó Maria Conga

Omolokô

Existem dois significados da palavra Omolokô. Um deles diz que deriva de “Omo” = filho e “Loko” = árvore Irokô. Outro alega que “Omo” = filho e “Oko” = fazenda ou zona rural, onde o culto era realizado na época da escravidão. O Omolokô é apontado por estudiosos e praticantes como um dos principais influenciadores da formação da Umbanda e teria surgido entre o povo africano Lunda-Quiôco. A roça-de-santo é uma distinção utilizada, inclusive, pelos Omolokôs para denominar o local onde se concentram as comemorações e rituais aos Orixás. O termo é uma referência ao período colonial em que os escravos cultuavam aos Orixás às escondidas nas roças e fazendas dos senhores de engenho. A roça-de-santo é dividida em dois ambientes: o público e o sagrado. A hierarquia sacerdotal da Nação Omolokô segue a mesma estrutura da Nação Yorubá. Algumas pessoas se perguntam se Omolokô é Umbanda ou Candomblé. A resposta só poderia ser uma única: Omolokô é ambas. Umbanda porque aceita em seus rituais o culto ao Caboclo e ao Preto-Velho. Candomblé porque cultua os Orixás africanos com suas cantigas em Yorubá ou Angola. No Omolokô existe uma maior aproximação com o Candomblé de origem Banto, que aceita o culto aos espíritos dos antepassados. Dentro da Nação Omolokô os preceitos são próprios de Nação, tais como catulagem, recolhimento, deitar para o Santo, o jogo de búzios, assentar Orixás ou Inkices (depende da vertente) e o próprio xirê, entre outros.