19 de janeiro de 2013

Qualidades de Nanã no Candomblé

Candomblé

Abenegi: Dessa Nanã nasceu o Ibá Odu, que é a cabaça que traz 
Oxumarê, Oxossi Olodé, Oya e Iemanjá
Adjaoci ou Ajàosi: É a guerreira e agressiva que veio de Ifé, 
às vezes confundida com Obá. Mora nas águas doces e veste-se 
de azul
Ajapá ou Dejapá: É a guardiã que mata, vive no fundo dos 
pântanos, é um Orixá bastante temido, ligado a lama, a morte, 
e a terra. Veio de Ajapá. Está ligada aos mistérios da morte 
e do renascimento. Destaca-se como enfermeira, cuida dos 
velhos e dos doentes, toma conta dos moribundos. Nela predomina 
a razão
Asainan ou Asenàn: Uma de suas qualidades
Asaiyó: Uma de suas qualidades
Bíodún: Uma de suas qualidades
Buruku ou Búkùú: Também é chamada Olú waiye (senhora da terra), 
ou Oló wo (senhora do dinheiro) ou ainda Olusegbe. Este Orixá 
veio de Abomey. Ligado à água doce dos pântanos, usa um ibirí azul
Elegbé: Uma de suas qualidades
Ìkúrè: Uma de suas qualidades
Inselè: Uma de suas qualidades
Iyabahin ou Lànbáiyn: Uma de suas qualidades
Obaia ou Obáíyá: É ligada a água e a lama. Mora nos pântanos, 
usa contas cristal vestes lilás e veio do país Baribae
Omilaré: É a mais velha, acredita-se ser a verdadeira esposa 
de Oxalá. Associada aos pântanos profundos e ao fogo. É a dona 
do universo, a verdadeira mãe de Omolu Intoto. Veste musgo e cristal
Oporá: Veio de Ketu, coberta de òsun vermelho. É a mãe de 
Obaluaiyê, ligada a terra, temida, agressiva e irascível
Savè: Veste-se de azul e branco, e usa uma coroa de búzios
Sùsùré: Uma de suas qualidades
Xalá: Muito ligada ao Branco e a Oxalá
Ybain: É a mais temida. Orixá da varíola. Usa cor vermelha, 
é a principal, come direto na lagoa, dando origem a outros caminhos. 
Para chamá-la, a ekeji tem que ir batendo com seus otás para fazê-la 
pegar suas filhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário