30 de janeiro de 2013

A
Ààbò - Metade
Ààfin - Palácio, residência de um rei 
Àáké - Machado
Ààrè - Doença, fadiga, cansaço
Ààyè - Vida
Aba - Escada de mão
Abá - Pessoa idosa
Ababó - Galinha vermelha / carijó
Abadá - blusão usado pelos homens africanos
Abadô - Milho torrado
Abân - Coco
Abánigbèro - Conselheiro
Abanijé - Difamador
Aban-malu - Vaca 
Aban - Prato 
Abará - Bolo feito com feijão e frito no epô
Abassa - Salão onde se realizam as cerimônias públicas, o barracão
Abatá - Sapato
Abaya - Rainha mãe
Abebé - Leque
Abélà - Vela
Abian - Quem não é iniciado
Abô - Banho de ervas sagradas dos orixás
Abòrisà - Aquele que cultua os Orixás
Aboyún - Mulher grávida
Abukó - Cabrito
Abuku - Desgraça
Acaçá - Comida ou alimento dos Orixás
Acoci - Dinheiro 
Acofari - Ato de raspar o iaô 
Adaga - Espada de pequeno porte
Adarrum - Toque do orixá Ogum
Adarubów - Velho 
Adê - Coroa
Adèbo - Pessoa que prepara a comida com os animais oferecidos em 
sacrifício 
Adie - Galinha
Adjá - Pequeno sino cerimonial
Adjory - Ajuntó 
Adó - Comida feita com pipocas em grão e epô
Adobalé - Nome dado ao ato de deitar-se no chão para ser 
abençoado pelo Orixá
Adochu - Nome atribuído aos iniciados, e também nome de um pequeno 
cone feito com ervas e outros axés
Adupê - Bode
Adupé - Obrigado
Aféfé - Ventania / vento 
Afonja - Uma qualidade de Xangô
Afurá - Bolo feito com arroz
Ága - Cadeira 
Àgambê - Pobreza / sem dinheiro 
Àgàn - Mulher estéril
Àgbaiyé - O mundo inteiro
Agbô - Carneiro
Àgbon - Coco
Agé - Pessoa que não entende o ritual
Agô - Licença.
Agô ya - Licença concedida 
Agogô - Instrumento de percussão feito de sinos 
Aguedé - Banana 
Aguidavia - Varetas de cipó, goiabeira, marmelo, ou ipê 
utilizadas para tocar atabaque
Agunje - Garfo 
Aguntam - Ovelha
Áike - Machado
Àìsàn - Doença
Aiuká - Fundo do mar
Àjá - Cachorro
Ajapá - Cágado, tartaruga
Ajeum - Comida
Akàrá oman - Pão 
Akàrá - Acarajé 
Akète - Cama 
Akikó - Galo
Akiko - Frango / galo
Aku - Obrigação funerária
Alá - Espécie de pano branco
Alabê - Tocadores de atabaque
Alafiá - Felicidade, tudo de bom
Alagibé - Barracão, terreiro 
Alaketo – nação do povo yorubá-nagô.
Alaruê - briga
Alaruê – briga.
Alasê - Cozinheira
Alé - Noite
Aledá - Porco
Alfange - Espada das yabás 
Alojá - Dança ritualística de Xangô
Alubaça - Cebola
Amaci - Ervas maceradas na aguá 
Amadê - Filho / criança 
Amalá - Comida ritualística de Xangô
Anon - Eles
Apá - Lado 
Apoló - Sapo
Ara - Corpo 
Ararekolê - Como vai?
Arê - Ruas e encruzilhadas
Arêrê - Briga / discussão 
Ariaxé - Banho ritual com folhas sagradas para os iniciados
Àró - Doença 
Asó dundun - Roupa suja 
Asó - Roupa 
Atabaque - Tambor 
Atá - Pimenta 
Ataré - Pimenta da costa
Atim - Pó de pemba
Axé - Força vital que dá vida a todas as coisas, presente especialmente 
em objetos ou seres sagrados. Expressão utilizada para passar força
espiritual. 
Axexê - Ritual fúnebre para libertar o espírito da matéria
Axó - Roupa
Axogum - Auxiliar do terreiro, encarregado de sacrificar os animais que 
fazem parte das oferendas aos Orixás
Aya - Esposa
Ayê - Céu

B
Babá - Pai
Babalaô - O sacerdote do culto de ifá. Aquele que tem o segredo.
Diz-se da pessoa que pode ver através do jogo de búzios
Babalorixá - Sacerdote de Orixá, Pai de Santo
Babalosanyin - Pessoa encarregada de colher as ervas sagradas dos Orixás
Balê - Cemitério, casa dos eguns
Baluê - Banheiro, local de banho
Barco - Nome dado ao grupo de filhas e filhos de santo iniciados ao
mesmo tempo
Barracão - Casa onde se realizam as festas
Bateté - Comida dos Orixás
Béèni - Sim
Berè - Perguntar
Bèré - Começar
Bèru - Medo
Bi - Nascer
Biyi - Nasceu aqui, agora
Bori - Sacrifício animal, cerimônia, primeiro estágio da iniciação
Bô - Adorar
Bravun - Toque dos atabaques
Buburú - Maldoso
Burú - Ruim, negativo, destrutivo
Buruku - Mau

Nenhum comentário:

Postar um comentário