27 de novembro de 2012

Oxaguiã


Oxaguiã (Orisá Ogiyan): Senhor de Ejigbô. Orixá jovem e guerreiro. Uma de suas características é o gosto pelo inhame pilado chamado lyán, que lhe valeu o apelido de Orisájiyan. A tradição exige que os habitantes de dois bairros Xolô e Oké Mapô lutem uns contra os outros a golpes de varas. É o único que tem autorização de enfeitar seus colares brancos com pedras azuis, chamadas Seguy. Está ligado ao culto de Iroko e dos espíritos, assim como a fertilidade e o culto ao inhame. É o pai de Oxossi Inlé, come com Ogunjá, Oxossi Inlé, Airá, Exu, Oyá e Onira. Tem muito fundamento com Oyá, pois é o dono do Atori, fundamento que lhe foi dado por ela, motivo pelo qual as pessoas de Guian devem agradar muito a Oyá.

Oxalufã


Oxalufã (Orisa Olú Fon): Aquele que grita quando acorda. Orixá velho e sábio, cujo templo é Ifón pouco distante de Oxogbô. A cerimônia de saudações é de dezesseis em dezesseis dias. Orixá muito velho, de idade avançada, aleijado, lento, movendo-se com muita dificuldade. Dança apoiado no opaxorô. Treme de frio e velhice. Detesta a violência, disputas e brigas. Não come sal nem dendê, odeia cores fortes, principalmente o vermelho. A ele pertencem os metais e substâncias brancas.