25 de novembro de 2012

25 de Novembro - Dia de Obá

Obá, primeira esposa de Xangô, Orixá guerreira, veste rosa, usa espada e escudo. Representa as águas revoltas dos rios, as águas fortes, o lugar das quedas são considerados domínios de Obá. Ela também controla o barro, aguá parada, lama, lodo e as enchentes onde trabalha junto com Nanã. Representa também o lado masculino das mulheres e a transformação dos alimentos de crus em cozidos.É também a dona da panela, da roda, da navalha e da engrenagem. Orixá energética, temida e forte, considerada mais guerreira que muitos Orixás masculinos. Ao contrário do que muitos pensam, a lenda de que Obá cortou a orelha por causa da mentira de Oxum está incorreta, na verdade, Obá apenas cortou sua orelha para provar seu amor a Xangô e quando manifestada, esconde o defeito com a mão. 
Segundo suas lendas, Obá lutou contra inúmeros Orixás, derrotando vários deles, como Exú, Omolú e Orunmilá, tornando-se temida por todos os deuses. Porém foi derrotada por Ogum de quem se tornou esposa. Quando em combate  enfrentaram Xangô, ela se encantou por ele, abandonando tudo para viver uma grande paixão ao seu lado.
Obá é saudada como o Orixá do ciúme, mas não se pode esquecer que o ciúme é o coronário inevitável do amor, portanto, Obá é a deusa do amor e da paixão incontrolável, com todos os dissabores e sofrimentos que o sentimento pode acarretar. Obá tem ciúme porque ama. Obá é a deusa da guerra e do poder. 


O tipo psicológico dos filhos de Obá constitui o estereotipo da mulher de forte temperamento, terrivelmente possessiva e carente.É mulher de um homem só, fiel e sofrida. São combativas, impetuosas e vingativas. Os filhos de Obá não tem muito jeito para se comunicar com as pessoas, chegam a ser duros e inflexíveis. Têm dificuldade em ser gentis e às vezes são brutos e rudes afastando as pessoas. Isso deve-se ao fato de que seus filhos, na maioria das vezes, sofrerem um certo complexo de inferioridade achando que as pessoas que se aproximam querem tirar partido de alguma coisa. A sua sinceridade chega a ferir pois expressam as suas opiniões, fazem críticas e acabam por magoar as pessoas, pois não se preocupam em ser agradáveis. Mas essa agressividade é puramente defensiva. Quando apaixonados, nunca são senhores da relação, cedem em tudo, abdicam de todas as suas convicções. São bons companheiros e amigos fiéis, porém são ciumentos e possessivos no amor.

Que a sua engrenagem nunca pare e sua navalha corte todas as dificuldades de nossa vida!

Exó!