7 de fevereiro de 2012

Ewá


Orixá feminino não cultuado em nossa Nação, é a divindade do rio e da lagoa Iyewà na Nigéria. As virgens contam com a protecção de Ewá e, aliás, tudo que é inexplorado conta com a sua protecção: a mata virgem, as moças virgens, rios e lagos onde não se pode nadar ou navegar. A própria Ewá, acreditam alguns, só é iniciada na cabeça de mulheres virgens, pois ela mesma seria uma virgem. Ewá domina a vidência, atributo que o deus de todos os oráculos, Orunmilá lhe concedeu. Rege as neblinas e nevoeiros da natureza.


Características dos filhos de Ewá
Pessoas de beleza exótica, diferenciam-se das demais justamente por isso. Possuem tendência a duplicidade: Em algumas ocasiões podem ser bastante simpáticas, em outras são extremamente arrogantes; às vezes aparentam ser bem mais velhas ou parecem meninas, ingénuas e puras. Apegadas à riqueza, gostam de ostentar, de roupas bonitas e vistosas, e acompanham sempre a moda, adoram elogios e galanteios. São pessoas altamente influenciáveis, que agem conforme o ambiente e as pessoas que as cercam, assim, podem ser contidas damas da alta sociedade quando o ambiente requisitar ou mulheres populares, falantes e alegres em lugares menos sofisticados. São vivas e atentas, mas sua atenção está canalizada para determinadas pessoas ou ocasiões, o que as leva a desligar-se do resto das coisas. Isso aponta uma certa distração e dificuldades de concentração, especialmente em atividades escolares.


Dia: Sábado
Cores: Vermelho, coral e rosa
Símbolos: Cobra, espada, lança e arpão
Elementos: Florestas, céu rosado, astros e estrelas, água de rios e lagoas
Domínios: Beleza, vidência (sensibilidade, sexto sentido), criatividade
Saudação: Ri Ro Ewá!