30 de janeiro de 2012


Conscientização ecológica

Iemanjá
 Dia dois está chegando, e junto com ele, chega o dia de nossa Rainha das Ondas, Sereia do Mar, nossa amada Mãe Iemanjá!
Todo cidadão precisa de uma consciência ecológica para o exercício da cidadania, mas para nossa religião, essa consciência é fundamental, e acima de tudo é preceito religioso.
Precisamos ter a consciência de que Orixá é vida, é natureza, e não queremos de forma alguma atingí-los, então porque iríamos agredir a sua morada, a própria natureza? Vamos usar a nossa conscientização ecológica e nos policiar, não deixando nenhum resíduo de oferenda por aí. 
Oferenda também é um presente, e todos gostamos de receber presentes,  porém após recebe-los, a embalagem que o envolvia é descartada no lugar correto e ficamos apenas com o usual do mesmo. Na oferenda não pode ser diferente: garrafa, copos plásticos, embalagens de velas e demais descartáveis não são oferendas, a essência da mesma encontra-se nas flores, nos frutos, nas comidas...
Será que nossa Mãe Iemanjá fica feliz com toda a sujeira que algumas pessoas deixam jogadas em na praia? Será que ela fica feliz ao receber junto com seus presentes, todo o lixo depositado em sua casa? Se exigimos limpeza e respeito na nossa casa, vamos respeitar também a casa que nos acolhe.
Iemanjá
É muito importante despertar nas pessoas o interesse pela sustentabilidade. Para mudar o mundo e contribuir, é preciso primeiro mudar a atitude das pessoas.
Se queremos que nos abracem, abraçamos primeiro, se queremos carinho, damos carinho primeiro, se fizemos uma oferenda com todo carinho, pedindo coisas boas, esperando receber somente coisas boas em troca; é preciso que deixamos só o que é bom para nossos Orixás. A mudança começa sempre dentro de nós mesmos.