19 de abril de 2012

Caboclos na Umbanda

Hoje, dia do índio, não poderíamos deixar de fazer uma pequena homenagem a nossos caboclos, os legítimos representantes da Umbanda. Originalmente, a palavra "caboclo" significa mestiço de branco com índio mas, na percepção umbandista, refere-se as almas de todos os índios antes e depois do descobrimento e da miscigenação. Constituem o braço forte da Umbanda, muito utilizados nas sessões de desenvolvimento mediúnico, curas (através de ervas e simpatias), desobsessões, solução de problemas psíquicos e materiais, demandas materiais e espirituais e uma série de outros serviços e atividades executados nas tendas.
Os caboclos se dividem em diversas tribos, de diversos lugares formando aldeias, eles vem de todos os lugares para nos trazer paz e saúde, pois através de seus passes, de suas ervas santas conseguem curar diversos males materiais e espirituais. A morada dos caboclos é a mata, onde recebem suas oferendas, suas cores, na maioria dos casos, é verde, vermelho e branco, podendo variar de acordo com cada entidade. Gostam de todas as frutas, de milho, de guaraná, de água com mel e de cerveja. 
Falam de forma rústica lembrando sua forma primitiva de ser, dessa forma mostram através de suas danças muita beleza, própria dessa linha. Seus "brados", que fazem parte de uma linguagem comum entre eles, representam quase uma "senha" entre eles. Cumprimentos e despedidas são feitas usando esses sons. Costumamos dizer que as diferenças entre eles estão nos lugares que eles dizem pertencer.
Dia do índio

Existem falanges de caçadores, de guerreiros, de feiticeiros, de justiceiros, curandeiros, guerreiros... Assim como os Preto-velhos, possuem grande elevação espiritual e estão sempre em busca de uma missão, de vencer mais uma demanda, de ajudar mais um irmão de fé. São de pouco falar, mais de muito agir, pensam muito antes de tomar uma decisão, por esse motivo eles são conselheiros e responsáveis.
Como foram primitivos conhecem bem tudo que vem da terra, assim caboclos são os melhores guias para ensinar a importância das ervas e dos alimentos vindos da terra, além de sua utilização. São entidades simples e através da sua simplicidade passam credibilidade e confiança a todos que os procuram. Nos seus trabalhos de magia costumam usar pemba, velas, essências, flores, ervas, frutas e charutos. Os caboclos constituem uma falange, e como tal, penetram em todas as linhas, atuando em diversas variações. Entretanto, cada um deles tem uma vibração originária, que pode ser ou não aquela em que ele atua. Não há necessidade da vibração do caboclo guia coincidir com a do Orixá dono da cabeça do médium. O caboclo pode ser, por exemplo, de Ogum, e atuar num médium que é filho de Oxalá. Apenas nesse caso, a entidade, embora sendo de Ogum, assimilará vibração de Oxalá.
Alguns nomes de Caboclos:
* Caboclos de Ogum:
Águia Branca, Águia Dourada, Águia Solitária, Araribóia, Beira-Mar, Caboclo da Mata, Icaraí, Caiçaras Guaraci, Ipojucan, Itapoã, Jaguaré, Rompe-mato, Rompe-nuvem, Sete Matas, Sete Ondas, Tamoio, Tabajara, Tupuruplata, Ubirajara, Rompe-Ferro, Rompe-Aço, Beira-Mar
* Caboclos de Xangô:
Araúna, Cajá, Caramuru, Cobra Coral, Caboclo do Sol, Girassol, Guaraná, Guará, Goitacaz, Jupará, Janguar, Rompe-Serra, Sete Caminhos, Sete Cachoeiras, Sete Montanhas, Sete Estrelas, Sete Luas, Tupi, Treme-Terra, Sultão das Matas, Cachoeirinha, Mirim, Urubatão da Guia, Urubatão, Ubiratan, Cholapur
* Caboclos de Oxóssi:
Caboclo da Lua, Arruda, Aimoré, Boiadeiro, Ubá, Caçador, Arapuí, Japiassu, Junco Verde, Javari, Mata Virgem, Pena Branca, Pena Dourada, Pena Verde, Pena Azul, Rompe-folha, Rei da Mata, Guarani, Sete Flechas, Flecheiro, Folha Verde, Tupinambá, Tupaíba, Tupiara, Tapuia, Serra Azul, Paraguassu, Sete Encruzilhadas
* Caboclos de Xapanã:
Arranca-Toco, Acuré, Aimbiré, Bugre, Guiné, Gira-Mundo, Iucatan, Jupuri, Uiratan, Alho-d'água, Pedra Branca, Pedra Preta, Laçador, Roxo, Grajaúna, Bacuí, Piraí, Suri, Serra Verde, Serra Negra, Tira-teima, Seta-Águias, Tibiriçá, Vira-Mundo, Ventania
* Caboclas de Iansã:
Bartira, Jussara, Japotira, Maíra, Ivotice, Valquíria, Raio de Luz, Palina, Poti, Talina, Potira
* Caboclas de Iemanjá:
Diloé, Cabocla da Praia, Estrela d'Alva, Guaraciaba, Janaína, Jandira, Jacira, Jaci, Sete Ondas, Sol Nascente, Assucena, Inaíra, Juçanã, Janira, Juraci, Jutira, Paraquassu* Caboclas de Oxum:
Iracema, Imaiá Jaceguaia, Jurema, Juruena, Jupira, Jandaia, Araguaia, Estrela da Manhã, Tunué, Mirini, Suê

Dia do índio

4 comentários:

  1. Bom Dia!!!!
    Muito bom o Blog, gostaria de saber o nome do caboclo desta imagem maior, é um caboclo em pé e com um arco e flecha na mão se puder falar agradeço.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não conseguimos identificar com clareza de qual Caboclo se trata pelo fato de existirem vários flecheiros.

      Excluir
  2. Gostaria de saber se alguém conhece o caboclo xapanã. Se sim, por favor me enviem algo.

    ResponderExcluir
  3. Sim conheço melhor que ninguém este caboclo
    O Xapanâ vem baixando de aruanda
    Trazendo a Umbanda pra salvar filhos de fé
    O Xapanâ é guerreiro atiradoor..
    O Xapanã la na aruanda é o vencedor
    O Xapanâ é guerreiro atiradoor..
    O Xapanã la na aruanda é o vencedor

    terreiromiguelarcanjo@gmail.com

    ResponderExcluir