4 de janeiro de 2012

Ocutá

Ocutá, Otá ou Etá é uma pedra-fetiche. É o ímã que atrai o Orixá, o ponto principal entre o Orixá e a pessoa, podendo ser, preferencialmente de rio, ou de outra parte da natureza, sobre a qual o axé de um Orixá é fixado. Cada Orixá tem o seu ocutá e é por ele que o médium deve começar a constituição dos fundamentos do assentamento do seu próprio Orixá.
O ocutá deverá ser sempre de pedra. Há alguns Babalorixás e Ialorixás que adotam como ocutá para certos Orixás, um vulto em madeira ou metal, porém, o ocutá em pedra é insubstituível, pois se trata de algo feito pela própria natureza ha milhões de anos, e o vulto em madeira ou metal é apenas uma ferramenta que acompanha o ocutá em sua feitura.
Os ocutás são distintos em forma, cor, consistência e tamanho, devendo ser escolhido de acordo com o Orixá que será assentado. 
Bará: Pedra em forma piramidal
Ogum: Pedra em forma de capacete ou espada
Iansã: Pedra em forma arredondada e chata, de cor avermelhada
Xangô: Pedra em forma de machado
Odé: Pedra em forma semicilíndrica, lembrando um arco
Otim: Pedra em forma arredondada
Obá: Pedra em forma de uma orelha
Ossanhe: Pedra em forma de pé
Xapanã: Pedra em forma de porongo, ou pedra porosa de cor escura
Oxum: Pedra em forma de coração de cor amarela
Iemanjá: Pedra brilhosa em forma arredondada de cor  branca, azul ou lilás
Oxalá: Pedra brilhosa arredondada ou em forma de rosto, de cor branca



"Se existe homem que adora santo de  madeira feito por ele, eu adoro a pedra, o santo negro que é a natureza"
Mãe Menininha do Gantois

Nenhum comentário:

Postar um comentário