21 de novembro de 2011

Cavalo de Santo

O livro Cavalo de Santo - Religiões afro-gaúchas, da fotógrafa Mirian Fichtner, nasceu de uma análise do censo IBGE, que em 2005 colocava o Rio Grande do Sul como o estado brasileiro com maior número de adeptos declarados e de terreiros no Brasil. Surpresa com a notícia, a fotógrafa decidiu documentar os rituais. Depois de estudar cem terreiros e visitar mais de trinta casas, a fotógrafa selecionou treze para documentar em seu livro. Nas imagens encontramos Babalorixás e Ialorixás com mais de 50 anos de feitura, a preparação de oferendas em vários rituais, e a exibição de todas as linhas da religiosidade afro em Porto Alegre, região metropolitana, litoral e no sul do Estado, berço da ancestralidade afro no Rio Grande do Sul.

  Veja algumas fotos:
 
Representação dos Orixás

 Ritual de Umbanda na beira do Guaíba

 Baba Dyba de Iemanjá com amalá para Xangô na pedra redonda na beira do Guaíba

 Mãe Graça de Oxum Taladê no porto de Rio Grande acompanhada do seu filho,  seu neto e da mãe pequena da casa

 Filha de Santo de Oxum

Devoto na praia de Tramandaí

Nenhum comentário:

Postar um comentário